terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Os Programaços da TV Paraibana!

O interssantíssimo CIRCO que é a TV do estado da Paraíba conta com ínumeros palhaços, marionetes, bobos da corte e trapezistas. Neste resumo vou mostrar com um pouco de humor como é o formato de muitos programas da Paraíba e de seus respectivos apresentadores.

Você acorda de manhã e tem a sua disposição um leque variado daqueles telejornais do tipo: De Olho na Cidade, Tribuna Livre, Jornal da Correio, Bom Dia Paraíba e outras coisisnhas a mais; é muito interessante notar que esses "telejornais" muito bem poderiam se chamar Telefunerais (pois só noticiam mortes), além de possuir o mesmo formato e as mesmas palavras ditas, as mesmas imagens. Parece até que todas as emissoras se juntam, dividem o território da grande João Pessoa e de Campina Grande, e vão no zerinho ou um pra ver quem vai cobrir as mortes. No final elas dividem a mesma imagem e combinam o que vão dizer.

Quando chega a hora do almoço outro show é dado, e uma briga de 4 grandes palhaços é formada. Num vértice do quadrado está o palhação Samuca Duarte e seu fiel escudeiro Emersom Machado (o repórter das caretas), num outro vértice está aquele que saiu do rádio pra entrar nesta briga também, o palhaço Alexandre Coronago, no outro está o que teve seu lugar tomado pelo Alexandre, o Lauro Lima com o seu "GRADENAL", e por último os dois palhaços da TV Correio que juntos querem derrubar o palhação Samuca, Eron Cid e Ruy Dantas com o seu famoso bordão de despedida que ninguém entende "Quando a luta continua, a luta continua...".

Quem tem acesso a tv da Paraíba e puder ver os palhaços supracitados em ação e também já tiverem visto o filme TROPA DE ELITE 2 podem observar um comportamento paralelo entre os apresentadores de TV daqui e o apresentador e candidato a vereador Fortunato no filme. Podemos observar uma enorme defasagem na cultura, informação e lazer que os programas de TV estão proporcionando.

Nas tardes, a grade é preenchida com algo muito peculiar, O Feminissíma, programa em que a apresentadora (Marcelle Mosso) não sabe nada sobre o roteiro do mesmo, apenas rindo a todo instante. O fato dela não ser paraibana explica bastante coisa a respeito do seu deslocamento aqui. Praticamente quem faz o programa é o diretor, aquela menina que lê os e-mails e Biusinha, que se continuar desse jeito, já, já toma o lugar da Marcelle no programa.

Voltando pra manhã um programa com um formato parecido deste último é exibido, o Manhã da Gente. A ex-apresentadora de Clips (Marília Lima) apresenta sempre a clínica de estética que ela limpa a cara (Lumière). Antigamente o programa ainda contava com a ajuda na cozinha do chef Wellington, nos entanto ela o despediu e ficou com o programa só pra si. Agora trás todos os chefs de todos os restaurantes e biroscas de João Pessoa para cozinhar no seu programa. É muito engraçado que ela tem um estreito laço com a cozinha. Um chef diz: "Agora vamos cozinhar as batatas para fazer o purê". Daí ela diz: "Como?", e o Chef, com um sorriso meia boca, diz: "Com água". Ela nem pra dizer: "quanto de água?". Apenas indaga "Ah tá certo!"

A programação da Paraíba é muito boa pra quem gosta de rir e tirar sarro da cara dos outros...

Por: Tiago Pereira de Lima

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Blog "A parusia em mim" está ativo...

Pessoal, Tiago mandou avisar que o blog "A PARUSIA EM MIM - Diário de um Recomeçar" já está ativo.
Eu dei uma conferida e tá super legal. Deem uma passadinha lá pra conferir. O link é:

aparusiaemmim.blogspot.com

Abraços e até mais!

sábado, 24 de julho de 2010

Eleições 2010 - Em quem você vai votar?

Oi galera...

Hoje vim compartilhar com vocês o desejo íntimo de fazer alguma coisa nessa eleição. Algum movimento em defesa de ideologias políticas que levassem nosso país pra frente. Dos candidatos à presidência que disputam essa eleição, apenas um me inspira a fazer isso: MARINA SILVA. É a mais preparada, competente, honesta, humilde e comprometida com a integração entre crescimento econômico e a preservação ambiental, garantindo ao país um desenvolvimento equitativo e sustentável frente aonovos desafios do sóculo XXI. Ela é a única capaz de conseguir alavancar a educação básica, salvar a amazânia e contiar erradicando a pobreza, não deixando de lado o crescimento econômico do nosso país. Pensando nisso, procurei na internet um texto que explicasse detalhadamente porque devemos votar em Marina nessa eleição, e olhem o que eu achei:

http://www.abril.com.br/imagem/marina-silva436.jpg

Em quem eu voto


Muitos amigos meus me perguntam porque e como eu não vou votar na Dilma e se eu prefiro o SEEEEERRRRAAAA????? Pois hoje resolvi respondê-los.

Não voto na Dilma porque ela é do PT e o “pragmatismo” petista tem sido muito mais odioso do que o “esqueçam o que eu disse” do FHC. Um partido que representava o sonho de uma política mais limpa, um partido que deveria se aliar com a esquerda ou, no máximo, com um centro esquerda como um PSDB da vida, jamais poderia seguir uma política prostituída como a do atual PMDB. O PT, a meu ver, não deveria ter o direito de sentar-se à mesa com Sarney, Edson Lobão, Renan Calheiros, Fernando Collor e semelhantes. Muito menos articular com essas figuras para que elas mandem no Congresso Nacional de forma tão explícita como nem no FHC mandaram. Essa simbiose é imoral.

Não voto na Dilma porque ela é do PT e esse partido não fez ABSOLUTAMENTE NADA pela educação em seu governo. Se criar condições para a proliferação de Faculdades em todos os lugares ao ponto de gerar uma profunda crise no setor é tudo o que o PT ofereceu nesses oito anos, eu realmente posso dar nota zero para ele no quesito educação, um dos que ele mais defendia. Para mim, o PT teria que investir na educação básica de qualidade com muito dinheiro e seriedade. Somente quando o mais pobre tiver condições de disputar uma vaga na Federal com o mais rico a educação pública poderá ser chamada de decente. E o PT sabe(ia) disso. Emancipar não tem sido o principal objetivo do partido, será por quê?

Não voto na Dilma porque não sei quem ela é. Quando falo isso, me repreendem duramente falando que ela é uma figura ilibada, com uma grande história política de resistência na COLINA, no VAR Palmares, etc. Diante disso, faço várias observações, dentre elas, que são inúmeras, destaco apenas três: a) pergunto detalhes sobre essa história e ninguém sabe me responder, b) não creio que ter sido militante radical de esquerda na década de 70 credencia alguém a ocupar o mais alto cargo administrativo e POLÍTICO do país. Creio que a política é o espaço da visibilidade e a Dilma, por mais heróica, combatente e capaz que seja, ocupa o espaço da invisibilidade, o espaço da anti-política, c) luta política por luta política, a Marina e até o Serra também fazem parte desse balaio e são honestos.

Frente a esse impasse, escolho meu voto: MARINA SILVA. Essa, a meu ver, é ilibada, tem uma história de luta tão grande quanto a Dilma, e é afinada com o futuro. Marina Silva seria a única capaz de acabar com a farra gringa e do “terceiro setor” na Amazônia, de promover um desenvolvimento sustentável que traga divisas para o país e para os povos da Amazônia. E que seria capaz de (re)integrar a Amazônia ao Brasil, levando ao norte prosperidade, legalidade, justiça. Não vejo com bons olhos o norte do Brasil ficar na situação em que se encontra. Marina sabe disso e é corajosa.

Mas a Marina não tem partido, não se governa assim, e coisa e tal. Garanto que Marina sabe disso e que é capaz de fazer uma aliança com um grande partido de forma mais decente do que a feita pelo PT (aliás, quem sabe ela não se alia com o PSDB? Seria, no mínimo, humilhante). E a Marina tem visibilidade, ocupa o lugar do aparecer, da política. Eu sei quem é a Marina, que tem uma doença tratada às claras, que é frágil, mas que tem uma alma imensa, do tamanho do meu país. Coisas que ainda não consegui saber da Dilma. E acho que a Marina terá um vice um pouco melhor do que o Temer.

Mais ainda, muitos com quem tenho conversado, dizem que vão votar na Marina. Se começarmos uma campanha de fé e esperança, ela pode chegar bem mais longe do que imaginamos. Isso sim, é uma presidenta que eu teria imenso orgulho, que me faria chorar em sua posse, que seria a esperança do meio ambiente no Brasil e, portanto, de 40% do futuro de nossa nação (os 60% estão nas mãos da educação, área sobre a qual nenhum candidato, nem a Marina, parece ter a mínima idéia do que fazer).

Ah, e só para comparar com o nosso atual presidente, é bom lembrar que Marina era tão ou mais pobre do que o Lula, que ela também entrou na política pela esquerda, só que não se aliou com senadores duvidosos, mas os denunciou. Marina é pobre, mas sabe da importância transformadora da educação e, ao invés de vangloriar-se de não ter estudado, conseguiu, com muita luta, se formar em história. Marina sabe que há vencedores sem diploma, mas é honesta e admite que, entre os vencedores, os com diploma (de qualidade) são imensa maioria.

Voto na Marina! Mulher de biografia linda (e conhecida), mulher com um belo nome, mulher vencedora. Marina, mulher coerente, que largou o ministério porque não poderia fazer nada com ele, que rompeu com o seu partido porque ele se corrompeu ideologicamente. Voto na Marina, que continua acreditando que um governo pode ser decente e que sabe que do uso sustentável do meio ambiente depende o futuro do planeta.

Finalmente, para responder a questão das primeiras linhas, “você prefere o SEEEEERRRRRAAAAA?”, eu digo que não, prefiro a Marina. Mas se não tiver jeito, porque não o Serra? Ele trabalha feito cão, sonha com isso há anos, é do PSDB, que é menos indecente que o PMDB, também tem história de militância e é conhecido, visível, político.

Não voto na Dilma porque sou de esquerda, mas uma esquerda moderna, que vê no cuidado ambiental, no desenvolvimento sustentável, no estímulo à economia solidária, o futuro do Brasil. O nosso turismo, por exemplo, deveria ser feito com base em organizações de economia solidária. Nosso litoral está sendo vendido ao estrangeiro, que não dá o retorno devido às comunidades locais. E Marina sabe muito mais sobre isso do que a Dilma.

Acima de tudo, não voto na Dilma porque não acredito que posso me sentar à mesa com Jesus e Judas, como diz o seu mentor, com quem ela, aparentemente, concorda em tudo.

Mas se a Dilma colocar um vice-presidente decente em sua chapa, fizer-se mais transparente com sua vida pessoal, política e ideológica e me prometer que vai eliminar os atuais caciques do Congresso, refazer o Maranhão e Alagoas, e firmar alianças moralmente decentes para governar, eu até penso em reconsiderar o meu voto. Apesar de Marina soar tão mais belo, leve e doce aos meus ouvidos.

Paulo Vitor de Lara Resende

Professor que foi pego pela marolinha do Lula e que está muito aborrecido com a política e com a educação brasileiras.


Legal né!?

Reflitam bem e não esqueçam: o voto é a principal arma da democracia, não o subestime. Vote com consciência!!!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Uma verdadeira amizade

http://www.baixaki.com.br/imagens/wpapers/BXK32456_amigos-esperando-um-novo-dia800.jpg

Olá pessoal,

Primeiramente gostaria de desejar um feliz dia do amigo atrasado... Eu sei que foi ontem, mas só tive oportunidade de postar alguma coisa hoje. Eu faço questão de lembrar essa data pelo fato de que eu considero muito todos os meus amigos e tenho a amizade como um elemento muito importante na formação de um ser humano. Os bons amigos nos conhecem, nos entendem, sabem quem somos de verdade.
Os nossos primeiros amigos são os nossos pais, que nos amaram desde o início de nossa existência. Eles dedicaram parte de sua vida para nos educar e nos transformar em pessoas de bem. Eles são o começo do amor de Deus em nossa vida. São a janela por onde entra a luz da vida. Mas não somente eles fazem parte no nosso cículo de amizade. O amor que temos por nossos pais é inexplicavelmente diferente do que o que cultivamos com aos outros amigos. É um amor único, ímpar. Deposi deles, a vida nos apresenta vários outros, em todos os possíveis ambientes em que convivemos: escola, igreja, vizinhança, internet; afinal, conhecemos pessoas em todos os lugares, mas poucas são as que merecem o título de amigo. Os amigos , como nossos pais, nos conhecem, ou pretendem nos conhecer mais mais a cada dia, e nos amam do jeito que somos. Os nossos amigos de verdade querem que cresçamos, e sábios são os seus conselhos. Um bom amigo é uma ferramenta de Deus na nossa vida.
Todos os dias eu me pergunto se estou sendo um bom amigo. Peço ao Senhor para que ele possa me ajudar a cultivar boas amizades, sendo elas baseadas na sinceridade e no amor mútuo, sem inveja, soberba, luxúria. Um amizade pura. É esse o meu maior sonho para com a relação que tenho com meus amigos.
Dentre todos estes tipos de amizade, existe uma que se sobressai. Esta é a mais importante e a que regula todas as outras. A amizade que temos, ou devemos ter com Deus, que deve ser baseada no amor verdadeiroe, na humildade, e na liberdade. Quantos mais nos entregamos a essa amizade, mais aprendemos a viver e a ser verdadeiramente livres. Por isso, manter um amizade saudável com Deus é fundamental para que possamos viver bem.
Voces estão vendo porque eu gosto tanto do dia do amigo?! Em comemoração a esta data tão especial, deixo vocês com a música "Amigos pela fé", de Anjos de resgate.
Abraços, e feliz dia do Amigo!!!

Dica de blog

Olá pessoal,

Faz um tempinho que eu não posto né? Mas vocês têm que entender que eu faço dois cursos, estudo pro vestibular e tenho 2 projetos de pesquisa. Então por favor me perdoem.
Vim aqui hoje pra lhes indicar um blog que ainda não está no ar. O meu amigo Tiago Martins pediu pra eu fazer uma mershan no meu blog, e quando escutei as ideias pro blog dele fiquei fascinado, aliás, eu também serei co-autor desse blog, então não percam...
O nome do Blog será "A Parusia em mim - Diário de um recomeçar" Vocês vão entender o significado desse título quando começarem a ler os posts, mas posso garabtir que vocês irão gostar muito...


Abraços e até a próxima!!!

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Dentro de mim

Olá Pessoal...

Estou colocando hoje no meu blog um texto que escrevi há alguns anos, e achei bem interessante. Eu não me lembro sobre o que exatamente eu estava escrevendo, mastenho a impressão que era na vertente espiritual. Boa leitura...

http://3.bp.blogspot.com/_XoQQn8WkJYA/ShdjpdYYzRI/AAAAAAAAA4Y/SaFU1o-eT_c/s1600/vazio.png.jpg

Esquecer do tempo,

E mergulhar na escuridão,

Na incógnita que se espalha pela essência

De uma mente que já não pensa como antes.

O que era certo desapareceu

E uma nuvem encobriu minha razão.

Acreditar é uma tarefa de ourives

Que lapida a realidade e busca a perfeição

que não existe.

Mas eu sei que não posso me deixar levar

Pelos ímpios desejos singularmente intrínsecos

De meu leviano ser.

A luz está muito longe,

E os meus olhos começam a se fechar...

Não posso deixar que o fim aconteça. Não!

Pois eu tenho o Amor do meu lado,

E o seu sangue é tão quente

Posso senti-lo nas minhas veias...

A candura dos seus olhos

são como a inconsistência constante

Do mar que lava a minha alma

E me deixa livre para acreditar.

Já não preciso fazer nenhum esforço

Nem perturbar meus pensamentos com perguntas

Porque as respostas não têm mais valor.

Eu o sinto

E é isso que importa

Eu o sinto

Posso Tocá-lo

Com o meu coração,

com a minha alma,

Com o meu amor.

Encontrei a luz novamente.

E ela está dentro de mim.

domingo, 13 de junho de 2010

A tecnologia e as novas formas de cidadania

Olá gelera...
Todos evidentemente sabem que neste ano haverão eleições para deputados, senadores, governadores e presidente. Nós, como eleitores, temos que sempre estar atentos as propostas de cada candidato. Mas eu não vim falar sobre a importância da eleição como exercício da cidadania ou avaliar a índole dos seus candidatos. Hoje eu vim dividir com vocês uma matéria muito interessante que eu tive a oportunidade de ler graças ao meu amigo Joel (valeu amigão). Ela trata do uso da internet para a prática da cidadania e os movimentos de luta na era da internet. Leia e visite os sites propostos pela matéria. Eles são realmente muito úteis.

13/06/2010 07h15 - Atualizado em 13/06/2010 07h54

'Webcidadania' avança no Brasil e muda o foco da participação política

Ferramentas induzem o cidadão a assumir papel ativo na vida pública.
Redes sociais e banco de dados ajudam a cobrar e fiscalizar políticos.

Thiago Guimarães Do G1, em São Paulo

No momento em que as campanhas eleitorais no Brasil parecem acordar para o potencial da internet, montando estratégias e equipes para fisgar o voto na rede, iniciativas na web sem vínculo partidário ajudam o cidadão a participar da vida pública e fiscalizar a classe política.

São ferramentas digitais que invertem o eixo da participação na vida pública: de simples receptores das mensagens de políticos e partidos, os cidadãos passam a ter voz ativa na organização de suas demandas.

O que antes tomava papel, telefone, carros de som e horas de reuniões hoje pode ser feito em poucos cliques – de listar problemas do bairro a monitorar o trabalho de deputados e senadores em Brasília.

Sites e movimentos que promovem a chamada cidadania na web avançam no país e mostram resultados. O G1 apresenta algumas dessas iniciativas.

Vote na Web
No ar desde novembro de 2009, o Vote na Web ajuda o internauta a acompanhar projetos de lei em tramitação no Congresso.

O site resume propostas complexas em poucas linhas, com ênfase nos aspectos que interferem na vida das pessoas. Mediante rápido cadastro, o usuário também pode “votar” nas propostas e acompanhar o mapa das opiniões dos internautas.

vote na web 2
Site "Vote na web" (www.votenaweb.com.br)

Quem quiser também pode se cadastrar para receber, por e-mail, informações sobre a tramitação da proposta de seu interesse.

Como é praticamente impossível cadastrar todos os projetos - foram mais de 6.000 nos últimos dois anos -, o site, ao entrar no ar, mostrava uma proposta de cada parlamentar. Depois passou a cadastrar todo projeto apresentado na Câmara e no Senado desde então.

“A gente não precisa mais pintar a cara e ir para a rua. É possível se mobilizar pela internet”, afirma o idealizador do projeto, Fernando Barreto, da Webcitizen, empresa de Belo Horizonte que cria aplicativos para engajamento cívico.

Em pouco mais de seis meses, o Vote na Web tem 5.000 usuários cadastrados e mais de 100 mil votos virtuais.

Excelências
O projeto Excelências, da Transparência Brasil, reúne o maior banco de dados sobre parlamentares em exercício no Brasil, nos três níveis de governo (União, Estados e municípios).

site Excelencias
Site "Excelencias" (www.excelencias.org.br)

Se o usuário quiser saber, por exemplo, quantas vezes um deputado faltou ao trabalho, a informação está lá. Histórico de doações eleitorais, citações na Justiça, variações no patrimônio de 2.368 políticos: dados extraídos de fontes oficiais e reunidos de forma a facilitar a consulta.

“É algo que reduz violentamente o tempo que alguém teria que gastar para buscar essas informações”, afirma Claudio Weber Abramo, secretário-geral da Transparência Brasil.

Eleitor 2010
A ideia do Eleitor 2010 é transformar o cidadão em fiscal do pleito de outubro. Surgiu pela experiência da jornalista Paula Góes, que sentia na pele a dificuldade em checar todas as denúncias feitas pela população em dia da votação.

“Recebíamos inúmeras denúncias, mas nunca tínhamos equipes para apurar todas. Isso gerava frustração para o eleitor - que sentia seu testemunho sem importância - e para o jornalista, que se via impotente”, diz Góes.

Moderadores analisam os relatos enviados ao site - por e-mail, celular, Twitter ou na própria plataforma. Classificam as denúncias como confirmadas ou não confirmadas e registram a credibilidade das fontes (testemunha ou vítima, por exemplo) e a confiabilidade das informações.

site eleitor
Site "Eleitor 2010" (http://eleitor2010.com/)

Os relatos aparecem em um mapa, onde podem ser filtrados por região ou categoria. Usuários, que não precisam se identificar, podem confirmar ou negar relatos e também solicitar o envio de denúncias feitas em determinada região.

Góes enumera idéias para evitar a manipulação política do site, como parcerias com estudantes de jornalismo e Promotorias Eleitorais.

“É uma plataforma que dá ao cidadão o poder de atuar como fiscal do que acontece a sua volta, desde que tenha as ferramentas mais básicas: um celular ou internet. Confiamos na boa fé da maioria dos brasileiros e esperamos contar com a ajuda de pessoas alinhadas com o propósito de alcançar um Brasil mais transparente e livre de corrupção”, afirma Paula.

Uma versão beta da plataforma está no ar desde o final de maio e já aceita relatos sobre o período da pré-campanha.

Cidade Democrática
O Cidade Democrática é uma rede social que une pessoas e causas, e não apenas pessoas. “No site não sou seu amigo, mas amigo de sua causa”, afirma o administrador Rodrigo Bandeira, idealizador do portal.

O usuário se cadastra como cidadão, ONG, parlamentar, empresa. Pode criar propostas, apoiar outras, fazer comentários. O portal entrou no ar em novembro de 2009 e conta com cerca de 2.700 pessoas.

Entre eles, mais da metade dos vereadores, a prefeitura e um deputado estadual de Jundiaí (SP), que acompanharam o movimento iniciado por um grupo de moradores.

site cidade democrática
Site "Cidade Democrática"

(www.cidadedemocratica.com.br)

A história começou com o estudante de Ciências Sociais Henrique Parra, 20, voluntário do Voto Consciente, um dos projetos pioneiros em São Paulo no acompanhamento das atividades legislativas.

Parra conheceu o site e passou a divulgá-lo aos amigos. “Sempre pedíamos que apontassem um problema ou divulgassem uma proposta ao entrarem no site”, diz o estudante, que listou problemas do seu bairro: falta de áreas de lazer e cachorros abandonados.

A plataforma ajudou a catalisar o trabalho de ONGs que promovem participação cidadã na cidade. Organizaram uma agenda de 12 reivindicações e começaram a cobrar a classe política.

Resultados não demoraram a chegar. De um deputado, uma emenda de R$ 200 mil para construção de ciclovias. Da prefeitura, um plano diretor para desenhar ciclovias para a cidade. Da Câmara Municipal, a mudança do horário das audiências públicas (de 9h para 19h) e o fim das votações secretas na Casa.

Para o idealizador Bandeira, a plataforma nasceu como forma de proporcionar um modo de os cidadãos definirem suas prioridades. "Percebemos que falávamos apenas do que estava na imprensa, e a partir daí discutíamos as questões", afirma.

Entusiasta da "webcidadania" como catalisador social, o estudante Parra não se anima, porém, com as eleições vindouras. "O momento eleitoral é muito pobre para a gente. Discute-se muito pouco agendas locais. A discussão vai mais para dossiês do que para o que realmente importa. Já nas redes sociais cada pessoa é produtora de conteúdo", diz.

Fonte: http://g1.globo.com/especiais/eleicoes-2010/noticia/2010/06/webcidadania-avanca-no-brasil-e-muda-o-foco-da-participacao-politica.html

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Como surgiu a Copa do Mundo?

Olá pessoal.

Faltam apenas 11 dias para a copa e, em homenagem a estes torneio que faz o mundo inteiro vibrar, estou postando um texto bem legal que fala um pouco sobre a história da Copa. Boa Leitura:

http://1.bp.blogspot.com/_6XvZ4HOj2j8/S7yRp-Ir7oI/AAAAAAAAIpg/jTAK_z2lg5c/s1600/AA.JPG

História das Copas: a bola começa a rolar no Uruguai em 1930

Extraído de: Nominuto.com Março 23, 2010

O Nominuto começa a desfiar um pouco da história das Copas do Mundo; a primeira parada é Montevidéu, em pleno inverno de 1930 com 13 times.



A Copa do Mundo vem agitando as multidões há nada menos que 80 anos e o Nominuto começa agora, a 79 dias da Copa da África, a desfiar um pouco da história do principal evento do futebol mundial.

A história da Copa do Mundo e suas edições tem início não na Europa, onde surgiu o futebol, mas sim na América do Sul. A bola rolou pela primeira vez em uma competição reunindo os filiados da Fifa no meio do inverno de Montevidéu, no Uruguai. Só o futebol. Mas, e antes disso? O que havia?

Antes da Copa

Antes da Copa, o que havia mais próximo de um torneio internacional de futebol era a disputa da modalidade nos Jogos Olímpicos em 1908 o football já estava no rol de modalidades olímpicas. A Fifa, criada em 1904, reconheceu o torneio olímpico em 1914 e se responsabilizou pelo futebol nas Olimpíadas nas edições de 1920, 1924 e 1928.

Na década de 1920 começou a brotar a ideia de uma competição distinta dos Jogos Olímpicos, apenas com futebol, ideia que passou a ser alimentada por Jules Rimet (falecido em 1956; presidiu a Fifa de 1921 a 1954).

Em 1928, em meio à Olimpíada de Amsterdã, exatamente no dia da estreia do futebol, Rimet soltou o verbo: em uma conferência, anunciou planos de montar um torneio aberto a todos os membros da Fifa. Logo, a Itália, a Suécia, os Países Baixos (atual Holanda), Espanha e Uruguai se inscreveram para sediar a competição.

Atravessando o Atlântico


Decidiu-se que o Uruguai sediaria a Copa. Para as equipes europeias, ficou difícil, a começar do deslocamento. Para começo de história, não havia transporte aéreo quer dizer, o avião já existia, mas ainda ia demorar um pouco para se configurar a aviação comercial como conhecemos hoje. As viagens entre os continentes, em 1930, eram feitas de navio. Navio! E eram viagens longas e caras.

Quase que as equipes europeias não vinham. Em fins de abril de 1930, dois meses depois do fim do prazo marcado para as inscrições (encerradas em fevereiro), nenhuma seleção do Velho Continente havia se inscrito. Foi preciso a Fifa e o governo uruguaio prometerem garantir o custeio da viagem para virem de lá para cá quatro países - Bélgica, França, Romênia e Iugoslávia.

Falando em participantes, amtes que alguém pergunte se houve eliminatória, como ocorre hoje, a resposta é... não. Todos os participantes foram convidados pela Fifa.

Os jogos no Uruguai


Os jogos foram realizados em Montevidéu, a capital uruguaia, de 13 a 30 de julho de 1930 - em pleno inverno! - , nos estádios Centenário (construído especificamente para a Copa), Pocitos e Parque Central (que comportavam no máximo 20 mil pessoas).

Exatas 13 equipes participaram da competição além do anfitrião Uruguai e do Brasil, estiveram nesta primeira Copa as seleções da Argentina, Chile, França, México, Bolívia, Iugoslávia, Peru, Romênia, Estados Unidos, Paraguai e Bélgica.

Ao todo, foram realizados 18 jogos, dez deles no Centenário e ao fim a taça, a Copa daquela competição pioneira, ficou com o anfitrião Uruguai mesmo, que na grande final venceu a Argentina por 4 a 2.

Quatro anos depois - em 1934 a competição teria lugar na Europa, mais precisamente na Itália. Mas esta é uma história que fica para o próximo episódio...

O Brasil na Copa


E o Brasil? A seleção comandada por Píndaro Carvalho participou de apenas duas partidas. A estreia foi contra a Iugoslávia no dia 14 de julho, no Parque Central. O tempo estava um gelo frio de dois graus, mais uma chuva que forçou o árbitro local Aníbal Tejeda a interromper mais de uma vez o jogo. A Iugoslávia saiu na frente, com gols de Timanic (aos 21 minutos do primeiro tempo) e Bek (aos 30 minutos); o Brasil fez seu gol de honra e seu primeiro em Copas do Mundo com Preguinho, aos 17 minutos do segundo tempo. Placar final: Brasil 1 x 2 Iugoslávia.

Três dias depois, a Iugoslávia aplicou 4 a zero na Bolívia, ficando com uma vaga às semifinais e eliminando o Brasil que no dia 22 cumpriu tabela ante os bolivianos no Centenário, diante de pouco mais de 3 mil pessoas. Píndaro trocou meio time e... Brasil 4 x 0 Bolívia, gols de Moderato (aos 37 do primeiro tempo e aos 28 do segundo tempo) e de Preguinho (aos 12 e aos 38 do segundo tempo, tornando-se o primeiro artilheiro do Brasil na Copa). E assim foi a participação do Brasil no Uruguai.

Todos os jogos de 1930

DataFaseGrupoJogo
13.07.1930Classif1França 4 x 1 México
13.07.1930Classif4Estados Unidos 3 x 0 Bélgica
14.07.1930Classif2Iugoslávia 2 x 1 Brasil
14.07.1930Classif3Romênia 3 x 1 Peru
15.07.1930Classif1Argentina 1 x 0 França
16.07.1930Classif1Chile 3 x 0 México
17.07.1930Classif2Iugoslávia 4 x 0 Bolívia
17.07.1930Classif4Estados Unidos 3 x 0 Paraguai
18.07.1930Classif3Uruguai 1 x 0 Peru
19.07.1930Classif1Argentina 6 x 3 México
19.07.1930Classif1Chile 1 x 0 França
20.07.1930Classif2Brasil 4 x 0 Bolívia
20.07.1930Classif4Paraguai 1 x 0 Bélgica
21.07.1930Classif3Uruguai 4 x 0 Romênia
22.07.1930Classif1Argentina 3 x 1 Chile
26.07.1930Semifinais-Argentina 6 x 1 Estados Unidos
27.07.1930Semifinais-Uruguai 6 x 1 Iugoslávia
30.07.1930Final-Uruguai 4 x 2 Argentina

Uruguai campeão


Fatos curiosos

  • A seleção brasileira de 1930 era basicamente formada por atletas cariocas. Não que apenas os jogadores do Rio de Janeiro fossem mais capazes que qualquer outro; o fato curioso de deu por conta de pirraça entre dirigentes da Confederação Brasileira de Desportos (CBD, antecessora da hoje CBF) e da Associação Paulista de Esportes Atléticos. No fim, foram cortados os atletas que atuavam no futebol paulista, com exceção do atacante Arakém, que na época da convocação estava sem clube. Sorte dele: se estivesse em algum time, nem teria sido chamado...
  • Eis os plantel do Brasil na Copa de 1930 - os goleiros Joel (América) e Velloso (Fluminense ); os zagueiros Brilhante (Vasco ), Itália (Vasco ) e Zé Luiz (São Cristóvão); os meiocampistas Hermógenes (América), Oscarino e Manoelzinho (Ipiranga de Niterói), Fausto (Vasco ), Fernando, Ivan e Fortes (Fluminense ), Benvenuto (Flamengo ) e Pamplona (Botafogo ); e os atacantes Moderato (Flamengo ), Carvalho Leite, Nilo e Benedito (Botafogo ), Preguinho (Fluminense ), Poly (Americano), Russinho (Vasco ), Teófilo e Doca (São Cristóvão), e Arakém.
  • Dois navios trouxeram boa parte das equipes que participaram da Copa no Uruguai. Romenos, belgas e franceses chegaram no navio SS Comte Verde (na mesma embarcação ainda vieram Jules Rimet, a taça e três árbitros além da delegação brasileira, que embarcou quando o navio fez uma parada no Rio de Janeiro); os iugoslavos, no navio-correio Florida.


Autor: Por Rogério Torquato

terça-feira, 25 de maio de 2010

Já decidi o que vou ser quando crescer... Que alívio!

Olá Galerinha...

Vim compartilhar com vocês hoje a minha decisão sobre o curso superior que pretendo cursar... LETRAS!!!
Pois é, para os que ficaram de boca aberta, por favor se acalmem... Minha família e meus amigos também ficaram assim, já me acostumei... Mas é isso mesmo que eu quero pessoal. Quero ser linguista! Consequentemente serei professor, mas fazer o que né?! Eu sou completamente apaixonado pelo estudo da comunicação humana, em todas as suas vertentes. Estou decidido sobre o que fazer, e agora vou lutar com unhas e dentes pelos meus objetivos.
Sabe, não existe coisa melhor do que estar certo sobre o que você quer. Na verdade eu sempre soube, mas eu tinha medo de assumir essa minha paixão, até mesmo por orgulho próprio e possibilidade de ser um professor de escola minicipal. Mas eu percebi que fazendo aquilo que nós gostamos, seremos felizes e conseguiremos prestígio. Basta apenas sermos os melhores.
Em homenagem a divulgação da minha escolha, deixo este texto para que vocês possam conhecer melhor a profissão que pretendo seguir. Boa leitura:

Revista CHC

Quando crescer vou ser... lingüista!

Entenda como trabalham os especialistas nos estudos das linguagens oral e escrita

Por: Pedro Gomes Ribeiro, Instituto Ciência Hoje/RJ

Publicado em 15/06/2004 | Atualizado em 05/03/2010

Antônio Martins de Araújo não tinha entrado na escola, mas já adorava ir ao teatro: "Naquela época, criança não podia assistir às peças, mas eu ia com a minha mãe de criação, que trabalhava no teatro." E foi assim, reparando na linguagem, nas expressões e no ritmo das falas dos atores, que o menino começou a se interessar pelas palavras e, com apenas 15 anos, já dava aulas de português em São Luís, no Maranhão.

Hoje, Antônio é professor aposentado da Universidade Federal do Rio de Janeiro e divide seu tempo entre a pesquisa por novos verbetes e os congressos de lingüistas. Mas, afinal de contas, o que é lingüística? Em poucas palavras, é a ciência que estuda as linguagens, tanto oral quanto escrita, buscando entender sua origem, transformações e regras.

Segundo o professor Antônio, as palavras podem ter três origens: "Uma hipótese seria a de que surgiram a partir das interjeições. As outras, seriam em função da necessidade humana de nomear as coisas e de se comunicar", conta ele. Provavelmente, os três fatores influenciaram para o surgimento da palavra, mas não é só com a origem das línguas que se preocupa o lingüista.

A professora da Universidade Federal da Paraíba, Elizabeth Christiano, explica que uma das funções do lingüista é criar uma escrita para uma língua indígena, por exemplo, que só existe na fala, na oralidade. "Aí, o profissional vai à aldeia, repara nos costumes, no jeito de falar da comunidade e tenta transcrever o mais fiel possível a linguagem da tribo", conta a professora. Nesse caso, o pesquisador tenta encontrar as regras daquela fala, tenta entender como os nativos a organizam.

Outra atividade que ocupa muitos lingüistas é reedição de textos antigos. Nesse trabalho, eles recuperam velhos documentos e traduzem as expressões que atualmente não são mais usadas. O professor Antônio, que passou a gostar de estudar a palavra após conhecer o teatro, é um profundo estudioso do dramaturgo Arthur Azevedo e já publicou muitas peças desse escritor.

Quando crescer, vou ser linguista 2

A elaboração de dicionários e outros materiais relacionados à linguagem oral e à escrita também é tarefa para os lingüistas. Para executar um trabalho desses, é necessário uma pesquisa profunda entre o que é dito nas ruas e o que é escrito nos livros. Tanto que os dicionários são constantemente atualizados, pois a língua vive em permanente transformação.

Você deve ter percebido que a observação é uma das características fundamentais para quem vai estudar a linguagem. Outros atributos indispensáveis são: gostar de ler e ter curiosidade sobre outras culturas.

A professora Elizabeth explica que "para se tornar um lingüista, é preciso fazer faculdade de Letras e se habilitar em alguma língua". Outra possibilidade é fazer um curso de especialização em algum idioma. Porém, mesmo depois de se formar, os estudos não param. Afinal, as línguas também não param de se transformar e é preciso manter-se atualizado para ser um bom profissional.

Portanto, se você vive no mundo das palavras, procurando entendê-las, prestando atenção em gírias e expressões, pode ser que tenha uma queda para ser lingüista. Enquanto não chega a hora de escolher a profissão leia bastante, converse com pessoas que não freqüentaram a escola e faça, você mesmo, seu dicionário com palavras que não estão nos livros. Quem dá a dica é a professora Elizabeth: "O lingüista é o cientista das palavras, então, quem quer se tornar um profissional precisa ser um curioso e estar tanto na rua quanto na biblioteca."

Pedro Gomes Ribeiro,
Ciência Hoje/RJ.

Fonte: http://chc.cienciahoje.uol.com.br/revista/revista-chc-2004/147/quando-crescer-vou-ser-linguista

terça-feira, 4 de maio de 2010

Apareci!

Pois é pessoal...

Faz um tempinho que eu ando sumido, mas voltei...
Eu estava um pouco ocupado estudando pra uma monitoria de Física (imagina só?!, não tem nada a ver comigo), mas consegui fazer a prova consciente (considerando que eu quase nuca entendo as questões de física, o estudo serviu bastante). Mas agora estou de volta, e ainda está semana postarei algumas reportagens interessantes sobre Investigação Criminal... Não percam!!!

quarta-feira, 14 de abril de 2010

O Analfabeto Político...

Prestem atenção neste belíssimo poema de Bertolt Brecht:

O Analfabeto Político

"O pior analfabeto é o analfabeto político.
Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos.
Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão,
do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio
dependem das decisões políticas.
O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia
a política. Não sabe o imbecil que da sua ignorância política nasce a prostituta,
o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista,
pilantra, o corrupto e lacaio dos exploradores do povo."
Nada é impossível de Mudar
"Desconfiai do mais trivial, na aparência singelo.
E examinai, sobretudo, o que parece habitual.
Suplicamos expressamente: não aceiteis o que é de
hábito como coisa natural, pois em tempo de desordem
sangrenta, de confusão organizada, de arbitrariedade consciente,
de humanidade desumanizada, nada deve parecer natural
nada deve parecer impossível de mudar."
Privatizado
"Privatizaram sua vida, seu trabalho, sua hora de amar e seu direito de pensar.
É da empresa privada o seu passo em frente,
seu pão e seu salário. E agora não contente querem
privatizar o conhecimento, a sabedoria,
o pensamento, que só à humanidade pertence."

Agora reflitam...

Pensando sobre como mudar nosso país...

Olá pessoal...

Hoje me senti inspirado para começar uma discussão, aqui no blog, sobre temas que são determinantes para a formação de cidadãos pensantes e realmente atuantes na sociedade brasileira.

O primeiro deles é, evidentemente, a educação. A formação do senso crítico na juventude brasileira, principalmente a mais carente, é o principal desafio para edificação de um país bem estruturado.

O segundo é a garantia de qualidade de vida a todos os habitantes dessa nação. Já chega de esmolas do governo. Elas alienam a classe pobre, que é a grande maioria, a permaner no estado de inércia em vez de incentivar a busca por formação para atuação no mercado de trabalho.

Com esse sistema implantado e consolidado, continuamos a nos afundar ainda mais num poço que não tem mais fim. A única solução é a difusão da informação. Por isso eu convoco todos aqueles que ainda sonham com um país melhor, para uma mobilização ativa pela busca de melhorias. E não há mobilização maior, nesse país, do que o voto. Temos que mostrar aos brasileiros a verdadeira importância que ele (o voto) tem e como usá-lo de maneira digna.

Como disse Karl Max, agora eu repito: "Cidadãos marginalizados, massacrados, oprimidos e esquecidos deste país, uni-vos!!!!!" Construamos uma nação melhor...

http://www.fenastc.org.br/site/imagens_noticias/ID_36_olhosbrasileiros18pf%20(img104%20imageshack%20us).jpg

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Dica de Blog

Olá Pessoal...

Vim indicar a vocês o Blog do meu primo Jonh David. As matérias são bem interessantes e pertinentes à discussão de vários temas da atualidade. Vale a pena conferir. O endereço é :

http://johndavid10.blogspot.com/


Boa leitura!

Livros de Agatha Christie para Baixar

Olá Galera...

Se você é um grande fã do gênero policial, não pode deixar de ler os livros da "Rainha do Crime", Agatha Christie. Aqui vão os links de vários e-books grátis de obras da autora. Divirtam-se:

Hora Zero
Depois do Funeral
Cem Gramas de centeio
Mistério no Caribe
A Mina de Ouro
Assassinato no Beco
A Mansão Hollow
A Aventura do Pudim de Natal
A Carga
A Maldição do Espelho
A Casa Torta
A Filha
A Ausência
A Noite das Bruxas
A Morte do Almirante
A Terceira Moça
A Extravagância do Morto
Aventura em Bagdá
Cartas na Mesa
Cipreste Triste
Assassinato no Expresso Oriente
Encontro com a Morte
Morte entre as Ruínas
Morte na Praia
Morte no Nilo
O Inimigo Secreto
O Assassinato de Roger Ackroyd
O Detetive Packer Pyne
O Enigma das Cartas Anônimas
O Estranho Caso da Velha Curiosa
O Homem do Terno Marrom
O Mistério do Trem Azul
O Misterioso Caso de Styles
O Segredo de Chimneys
Os Cinco Porquinhos
Os Quatro Grandes
Os Trabalhos de Hércules
Os Relógios
A Testemunha Ocular do Crime
Um Crime Adormecido
A Casa do Penhasco
Assassinato na Casa do Pastor
A Morte da Sra. McGinty

Morte nas Nuvens
Os Primeiros Casos de Poirot
O Natal de Poirot
Poirot e os Erros da Datilógrafa
Poirot, o Golfe e o Crime
Poirot Salva o Criminoso
Os Cinco Suspeitos
A Mulher Diabólica
M ou N?
Três Ratos Cegos e Outras Histórias
Um Passe de Mágica
Cai o Pano
O Caso dos Dez Negrinhos

terça-feira, 6 de abril de 2010

Filhos de políticos nas escolas públicas

Olá Pessoal,

Olha que excelente proposta o Senador Cristovam Buarque colocou em pauta na mesa redonda do congresso:

Filhos de políticos nas escolas públicas

Como melhorar a educação? Obrigando presidente, governadores, prefeitos e parlamentares a testar o ensino público - com suas próprias crianças.

por Cristovam Buarque

Quanto custa estudar no Brasil? Depende. Se você estiver entre os 20% mais ricos da população, vai chegar ao fim de 20 anos de colégio e faculdade com uma formação de aproximadamente R$ 250 mil. Isso significa cerca de R$ 1 mil por mês. Nessa conta entram o dinheiro que você tira do próprio bolso para pagar as mensalidades e a contribuição que o governo faz (com investimento em universidades estatais e deduções de imposto). Agora, se você fizer parte dos outros 80%, sua educação receberá um investimento bem menor: o equivalente a R$ 116 por mês. Esse é o total gasto pelo país por aluno para manter as escolas públicas, onde não se passa muito tempo. Em média, essa parte da população completa só 5 anos de estudo formal, geralmente entre os 7 e os 11 anos de idade.

Ou seja: enquanto ricos estudam em escolas de qualidade por um longo tempo, o resto estuda por pouco tempo em escolas ruins. Como senador, tenho um projeto que pretende amenizar essa desigualdade. Minha proposta é a de que políticos eleitos - vereadores, prefeitos, deputados, senadores e o presidente - fiquem obrigados a matricular seus filhos em escolas públicas. Caso contrário, perderão seu mandato. O projeto já foi apresentado e agora espera avaliação do Senado e da Câmara.

No Brasil do passado, só classes com influência tinham vaga nas boas escolas públicas. Filhos de pobres não estudavam, ou frequentavam colégios particulares mantidos pela Igreja Católica, como seminários. Hoje filhos de eleitos estão entre os 20% mais ricos, em geral. E vão a colégios particulares.

Em lugares como Reino Unido e Cingapura, políticos nem pensam em colocar os filhos em escolas particulares. Os eleitores não aceitariam essa escolha, porque ela significaria ignorar a boa qualidade das escolas públicas de lá. Se um político é descoberto matriculando o filho no ensino privado, acaba nos jornais. Tem de se desculpar publicamente e transferir a criança para uma instituição pública.

Se políticos brasileiros tiverem de matricular os filhos em escolas públicas, elas receberão mais atenção dos governantes. O resultado será um ensino de qualidade para todos. E um país mais próximo dos princípios republicanos, com uma sociedade unida, sem divisão entre aristocracia e plebe. Há quem diga que essa obrigação fere a liberdade do político. Mas todo cidadão é livre para não ser candidato. Se ele opta pela vida pública, deve assumir obrigações. Esse seria só mais um de seus compromissos com os eleitores, com a nação e com a República.

*Cristovam Buarque é professor de economia da Universidade de Brasília e senador pelo PDT/DF.

domingo, 4 de abril de 2010

Feliz Páscoa!!!

Oi pessoal,

Vim desejar a vocês uma feliz páscoa e, mais que isso, apresentá-los estes texto belíssimo que fala sobre a verdadeira quessurreição que sempre deve acontecer em cada um de nós... Boa Leitura:

Formações

Imagem de Destaque

Viver, reviver e ressignificar!

Quando quero viver o novo, tudo também se renova

Neste tempo de Páscoa, do memorial da Paixão de Cristo, tão cheia de significados e mistérios, remeto-me aos pensamentos daquelas pessoas que me procuram no consultório ou mesmo em conversas informais, e-mails e comentários no blog para falar de suas angústias e da vontade de viver o novo.

Viver o novo, muitas vezes, é reviver, mesmo que emocionalmente, aquelas dores que nos consumiram por um tempo, mas das quais temos de tirar apenas as lições necessárias para seguirmos em frente. Com isto, não quero que pense que estou dispensando seu sofrimento; muito contrário disto, quero que você faça comigo uma reflexão sobre aquilo que você é, aquilo que pensa, o que viveu e que gostaria de retomar na Páscoa da sua vida.

Viver a novidade da Páscoa é ressignificar, ou seja, dar um novo significado aos seus caminhos com um intenso desejo de transformar sua vida. Se você trazia consigo mágoas e ressentimentos, por que não perdoar? Por que não dar uma nova chance àquela amizade que você achava perdida? Por que não ressuscitar aquele casamento que você nem tinha mais esperança de retomar?

Se falamos da misericórdia de Deus, aceite que Ele, na figura do sacerdote, perdoe suas faltas; aceite de fato o perdão em sua vida. Temos memória, por isso não vamos nos esquecer das situações, mas não façamos delas um marco de dor e de autocondenação eterna em nossas vidas.

Se você busca converter-se daquilo que não gosta em sua vida, dos comportamentos dos quais você quer se livrar, siga um firme propósito, mas não tente fugir ou agir com comportamentos de fuga na primeira dificuldade. Pode ser difícil, pois a estrada terá muitas pedras, mas você colherá frutos saborosos ao prosseguir neste caminho. E é aí, bem neste ponto, que entra a sua fé n'Aquele que o fortalece e dá sustento no caminho. Fé naquele tratamento médico que você faz, mas que, nem sempre, lhe dá tanta confiança; fé que sua perseverança fará com que você encontre um novo trabalho para sustentar você e sua família. No entanto, há também um fator muito importante para que tudo isto ocorra: não adiantará a fé, se você não persistir, perseguir seu alvo.

Não seja expectador da sua própria vida; se está difícil, busque ajuda; se levantar-se é um peso maior do que aquilo que você consegue suportar, erga suas mãos, deixe de lado seu orgulho, peça ajuda. O conforto virá, muitas vezes, de onde menos acreditamos. Não queira resolver todas as suas pendências de uma vez. Organize seus pensamentos, coloque no papel as coisas que gostaria da fazer para viver melhor, coloque prioridades, imagine o passo a passo; não queira que tudo se transforme num piscar de olhos.

Seja, nessa Páscoa, um testemunho de vida nova. Use aquela fé e aquela atitude que, tantas vezes, você incentiva nas pessoas, mas que não tem coragem de assumir para você. Viva intensamente essa Páscoa, não apenas como um evento católico ou uma festa para celebrar e trocar chocolates, viva cada minuto de sua vida como uma verdadeira Páscoa para a vida inteira.

Elaine Ribeiro
psicologia01@cancaonova.com
Elaine Ribeiro, colaboradora da Comunidade Canção Nova, formada em Psicologia Clínica e Pós-Graduada em Gestão de Pessoas

terça-feira, 30 de março de 2010

Seu Lunga

E aí galera...

Recebi essa mensagem no meu email há algum tempo, e como a última postagem foi de humor, vamos rir mais um pouquinho com Seu Lunga né?!


SEU LUNGA

Quem é a figura: foi ourives em Juazeiro do Norte, Ceará, vendedor de sucatas, pai de 13 filhos, apesar de analfabeto, dono de uma presença de espírito e inteligência fora do comum. Candidatou-se uma vez a vereador, mas perdeu. Ganhou fama pela língua solta e afiada, como se diz no Ceará bicho bruto e arretado. "Seu" Lunga descansava na rede. Manda o sobrinho trazer-lhe um pouco de leite. O garoto pergunta : - No copo ?

Ele responde :

- Não. Bota no chão e vem empurrando com o rodo, fí duma égua !!!

O funcionário do banco veio avisar :

- "Seu" Lunga, a promissória venceu.

- Meu filho, pra mim podia ter perdido ou empatado.

"Seu Lunga", no elevador (no subsolo-garagem). Alguém pergunta :

- Sobe ?

Ele :

- Não, esse elevador anda de lado.

"Seu" Lunga vai saindo da farmácia, quando alguém pergunta :

- Tá doente ?

- Quer dizer que se eu fosse saindo do cemitério, eu tava morto ?

O amigo de "seu" Lunga o cumprimenta :

- Olá, tá sumido ! Por onde tem andado ?

- Pelo chão, não aprendi a voar ainda...

“Seu" Lunga chega num bar e fala pro atendente :

- Traz uma cerveja e bota o disco de Luiz Gonzaga pra eu ouvir !

- Desculpe, "seu" Lunga, não posso botar música hoje...

- Mas por que ?

- Meu avô morreu !

- E ele levou os discos, foi ?

Durante a madrugada, a mulher do "seu" Lunga passa mal :

- Lunga ! Ta me dando uma coisa...

- Receba !

- Mas é uma coisa ruim !

- Então devolva !

"Seu" Lunga entrando em uma loja agropecuária.

-Tem veneno pra rato ?

-Tem ! Vai levar ? - pergunta o balconista.

-Não, vou trazer os ratos pra comer aqui ! - responde seu Lunga

********
Com certesa não gostaria de ter Seu Lunga em minha família...

http://img216.imageshack.us/img216/5397/caipira13pj.jpg

sábado, 27 de março de 2010

PÉROLAS DO JORNALISMO

Olá pessoal!

Eu encontrei um arquivo no PC da escola e o achei super engraçago. O título é "As pérolas do jornalismo". Vejam vocês mesmos:

PÉROLAS DO JORNALISMO

Saiu assim no jornal...

Aqui em Maringá no Paraná, o Paraná TV é cheio de "Pérolas".
A que mais marcou até hoje foi a apresentadora entrevistando uma psicóloga
sobre leitura de livros e perguntou:
" (...) mas isso não se torna um BICHO DE SETE PAPÃO (...) ?"
Imagino que seja um bicho de sete cabeças, e cada cabeça é um bicho-papão.

Saiu no Jornal de Americana / SP
"Biblioteca terá livro gravado em fita K-7 para surdos"
(Será que os surdos conseguem ouvir fitas K-7?)

"A nova terapia traz esperanças a todos os que morrem de câncer a cada ano."
(Hein?!?!)

"Apesar da meteorologia estar em greve, o tempo esfriou ontem intensamente."
(Não pagaram os direitos do El Niño. Olha no que deu...)

"Os sete artistas compõem um trio de talento."
(Alguém aí tem uma calculadora?)

"A vítima foi estrangulada a golpes de facão."
(Que horror...)

"No corredor do hospital psiquiátrico, os doentes corriam como loucos."
(É mesmo?! Que coisa impressionante!!!)

"Ela contraiu a doença na época em que ainda estava viva."
(Que azar, coitada!)

"O aumento do desemprego foi de 0% em novembro."
(Onde vamos parar desse jeito?)

"O presidente de honra é um jovem septuagenário de 81 anos."
(Quanta confusão!)

"Parece que ela foi morta pelo seu assassino."
(Como conseguiram desvendar o mistério?)

"A polícia e a justiça são as duas mãos de um mesmo braço."
(É, todo mundo já sabia que eram defeituosas...)

"O acidente foi no tristemente célebre Retângulo das Bermudas." (Retângulo das Bermudas?????)

"Quatro hectares de trigo foram queimados. A princípio, trata-se de um
incêndio."(Achei que fosse uma churrascada vegetariana...)

"O velho reformado, antes de apertar o pescoço da mulher até a morte, se
suicidou."(A volta dos mortos-vivos)

"Na chegada da polícia, o cadáver se encontrava rigorosamente imóvel."
(Viu como ele é disciplinado?)

"O cadáver foi encontrado morto dentro do carro."
(Puxa, por pouco não pegam um cadáver vivo...)

Autor Desconhecido (Se o dono desse texto estiver lendo esta postagem, por favor deixe seu nome para que eu possa indicar que este texo é seu).

Ilário né galerinha... Estes redatores...

http://dandonota.files.wordpress.com/2008/11/jornal.jpg


quarta-feira, 24 de março de 2010

A apropriação de conhecimento e a construção do verdadeiro saber

Olá galera...

Hoje vim refletir com vocês a questão da apropriação de conhecimento por parte dos estudantes nas escolas de ensino fundamental e médio do nosso país. Você acha que a formação do saber está ligada somente ao estudo teórico das disciplinas? Ou a verdadeira formação está ligada a compreensão do mundo através dos conhecimentos adquiridos na escola? Como será que estamos formando os nossos futuros pesquisadores, se não os ensinamos o verdadeiro valor do que se aprende em sala de aula e até onde aquilo é uma verdade absoluta?

É de extrema importância a adequada apropriação de conhecimentos por parte de nós, estudantes: àquela em que vemos, através dos livros e da oratória do professor, a imagem da realidade. O que acontece geralmente é a inversão do aprendizado, e o que aprendemos, ou decoramos, são os veículos em que esta realidade é transmitida, ou seja, não fazemos uma leitura em cima do material que nos é posto e nem o associamos com a realidade em si, mas aprendemos o jeito como ela é retratada nesse veículo.

Uma visão crítica é determinante para o verdadeiro aprendizado. A passividade sobre o que nos é posto é inimiga da formação do verdadeiro saber. A contextualização e a prática ativa do que aprendemos na escola é a chave mestra para o caminho da ciência. As escolas brasileiras precisam pensar no verdadeiro sentido do saber: a formação de uma sociedade próspera, justa, consciente e atuante, no que diz respeito à luta pelo bem-estar comum. Esse deve ser o sentimento, ou melhor, o conhecimento que suscita a prática da ciência.

Por: Pedro Felipe de Lima Henrique

http://3.bp.blogspot.com/_leJyKX-IwYY/SJuACbZUjgI/AAAAAAAAAY0/O0YhxssUii0/s400/estudando.gif

segunda-feira, 22 de março de 2010

Quer aprender a fazer bons slides em power point?

E aí galerinha...

Vim hoje oferecer-vos meu talento em power point (kkkk, eu me acho). Tô brincando pessoal... Falando sério agora, vim oferecer alguns modelos de slides em power point pra que quiser inovar um pouco no layout...
Quem estiver interessado pode enviar um email para pedrofelipelh@hotmail.com solicitando alguns modelos legais para slides...

Qualquer coisa, estou a disposição!

http://www.ihelp.org.uk/elearn/images/PowerPoint-256x256.png

sábado, 20 de março de 2010

Como fazer leitura dinâmica

Olá Galera...

Olha que texto suprinteressante que eu achei:

Como fazer leitura dinâmica

Cansou de perder tempo com textos sem fim? Com as nossas dicas, qualquer um pode ser um The Flash dos livros

por Texto Luisa Destri

1. Elimine os ruídos

Desligue a TV, coloque o computador para descansar, prenda o cachorro e esqueça o celular. Sente-se confortavelmente sob um abajur e faça estes exercícios com um texto da SUPER que você já leu várias vezes, porque é importante treinar com uma informação que você domina.

2. Descubra a sua marca inicial

Cronometre um minuto no relógio e conte quantas palavras você consegue ler nesse tempo. Um leitor normal lê 150 palavras por minuto, com 60% de aproveitamento. Já um leitor dinâmico lê de 5 a 8 vezes melhor: 800 palavras, com compreensão de 80%.

3. Use os dedos

Tome cuidado para não pronunciar o que lê, mexendo a boca. Também tente evitar voltar sempre para a mesma linha do texto. Aí o jeito é acompanhar as linhas com o dedo. Agora é só acelerar e ler mais rápido. Você não vai entender nada no começo, mas seu cérebro vai ser forçado a absorver informações.

4. Visualize blocos

Com a aceleração, seu pensamento vai mudar e seus olhos aprenderão a focar em um único ponto da palavra. É aí que acontece a mágica: você não verá mais o texto como uma seqüência de letras, mas em unidades de pensamento.Para ler, você vai passar das sílabas para as palavras e das palavras para as idéias centrais do texto.

5. Troque de leitura

Vá aos poucos mudando o tipo de texto. Daquela reportagem que você já decorou, passe para notícias sobre celebridades, por exemplo, que são simples. Você conhecerá rapidamente as últimas bagunças de Paris Hilton – talvez até antes de ela cometer outra. Depois procure algo mais denso. Quer ter uma noção exata? É possível ler Dom Casmurro, que tem mais de 65 mil palavras, em 80 minutos.

Agora teste suas novas habilidades

Sua leitura estará dinâmica quando você absorver esta página em 24 segundos.

Fontes Alcides Shotten, diretor-executivo da Methodus, Predictores Neuropsicológicos de la Lectura em Español, artigo publicado na Revista de Neurología.

http://www.centrodeaprendizagem.com.br/Images/Areas/%7B18CF103F-D1E0-4A3B-AB2D-68E25EE572EE%7D_200407903-001.jpg

Quando o futuro bate a nossa porta...

E ai pessoal?!

Estou vivendo uma fase de minha vida onde as decisões a serem tomadas agora serão de extrema impotância para o futuro profissional que pretendo seguir. A escolha do curso superior é a principal delas. Eu acho que vocês já passaram ou estão passando por isso agora também. O problema é quando agente não sabe o que fazer: o que gosta de verdade ou que garante um futuro profissional mais promissor. O que você acha?
Comentem...
http://www.thoughtsdigest.com/wp-content/uploads/2007/08/decision.jpg

terça-feira, 16 de março de 2010

Geopolítica do Oriente Médio

Oi galera...
É sempre bom ficar informado sobre o que está acontecendo no mundo. Os principais conflitos etnico-culturais em plena atividade estão localizados no Oriente Médio. Todos os dias lemos em jornais e revistas artigos relacionados a este tema. Mas você entende os motivos pelos quais esses acontecimentos outrora surgem, e suas consequencias são tão drásticas? Entenda o porque destes conflitos lendo o texto abaixo:

Geopolítica do Oriente Médio

(Este texto está de acordo com as normas do novo Acordo Ortográfico)




Rastro de destruição: resultado da guerra do Líbano em 2006.

O Oriente Médio pode ser considerado como a parte do planeta que mais apresenta focos de conflitos, com destaque para as divergências entre árabes e judeus. Fato que teve início a partir da instauração do Estado de Israel, em 1947. Doravante a essa data, sucederam vários conflitos armados entre as duas nações.

Em 1988, Palestina e Israel iniciaram suas participações em acordos de paz. Em 1993, por exemplo, Yitzhak Rabin, primeiro ministro israelense daquele momento, e Yasser Arafat realizam um acordo de paz.

Tal acordo tinha caráter interino, dando autogoverno aos palestinos sobre os territórios ocupados, fato que permitiu um cessar fogo. No entanto, isso não foi suficiente, pois os atentados se intensificaram na região, desencadeados pela insatisfação por parte dos grupos radicais palestinos e israelenses. O problema se tornou ainda maior com a morte do primeiro ministro israelense Yitzhak Rabin, assassinado por um estudante judeu ortodoxo contrário a retirada israelense da Cisjordânia.

Yitzhak foi sucedido por Shimon Peres, que seguiu com o processo de paz iniciado. No ano de 1996, Yasser Arafat foi eleito presidente da Autoridade Palestina com um elevado número de votos (88,1%).

A formação de um Estado palestino não aconteceu de maneira completa, tendo em vista que o controle militar e das relações exteriores ainda era de responsabilidade dos israelenses. No final da década de 90, os conflitos se tornaram frequentes pela iniciativa dos grupos radicais palestinos e israelenses, isso prejudicou o processo de formação do Estado da Palestina.

Os conflitos se estenderam até os primeiros anos da década de 2000, tendo um aumento significativo na incidência de casos de atentados e confrontos armados, principalmente de ataques suicidas por parte dos palestinos. Desse modo, Israel respondeu rapidamente às ofensivas com diversos ataques ao território palestino, ocasionando a morte de terroristas e civis.

Diante do quadro desolador, o Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) aprovou e propôs, através dos Estados Unidos, a criação de um Estado palestino. Mesmo com essas iniciativas, o quadro geopolítico atual ainda é bastante conturbado, marcado por um elevado número de conflitos armados e atentados. Parece que as divergências não têm fim, tendo em vista que os israelenses culpam palestinos por não punir os extremistas contidos no território de sua atuação. Já os palestinos culpam os israelenses por agravar ainda mais a situação ao responder de forma armada aos ataques terroristas de seus extremistas. Em suma, parece que esse conflito é interminável, diante de tamanha intolerância externalizada pelos dois lados.

Não é possível destacar conflitos no Oriente Médio sem mencionar a questão do Iraque. No ano de 1990, o Iraque invadiu o Kuwait com o pretexto de que esse país não estava cumprindo com as normas da OPEP quanto ao volume de produção de petróleo. Ofensiva interferida pelos Estados Unidos, com a aprovação da ONU. Desse modo, iniciou a guerra do Golfo, que durou de 17 de janeiro até 28 de fevereiro de 1991, finalizando com a derrota dos iraquianos, frustrando os planos do líder Saddam Hussein. Essa guerra deixou um saldo de centenas de milhares de mortes, sobretudo de soldados e cidadãos do Iraque. Apesar de ter sido derrotado, o líder ditador não foi destituído do cargo, por outro lado, os Estados Unidos instauraram um embargo econômico, fato que intensificou os problemas sociais no Iraque.

Há outro problema geopolítico envolvendo o Iraque, a aspiração do povo curdo em obter sua independência política e territorial. No ano de 1991, os curdos tentaram buscar sua independência em relação ao Iraque, mas foram agressivamente impedidos pelas forças iraquianas que promoveram um verdadeiro massacre, milhares de curdos foram mortos, além disso, aproximadamente 500 mil se refugiaram para as montanhas existentes na região. Isso terminou somente com a intervenção da ONU, que criou uma barreira de proteção em favor desse povo.

Em 2001, no dia 11 de setembro, os Estados Unidos sofreram ataques terroristas, desse modo, o então presidente norte-americano George W. Bush solicitou junto à ONU aprovação para invadir o Iraque, pedido que não obteve aprovação de grande parte dos integrantes da organização. Apesar disso, os Estados Unidos invadiram o Iraque, e, em março de 2003, iniciou uma guerra, provocando a rendição daquele país. Além disso, os norte-americanos destituíram Saddam Hussein da presidência do Iraque. Apesar do fim do governo ditador de Saddam, os conflitos ainda ocorrem e a estabilidade política parece que está distante de acontecer.

Existe ainda no Oriente Médio a luta pela posse das bacias hidrográficas e águas subterrâneas, que tem motivado o surgimento de focos de conflitos armados, um exemplo disso é a bacia do rio Jordão, disputada entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia. Há também uma acirrada disputa pelas bacias dos rios Tigre e Eufrates por parte da Turquia, Síria e Iraque.

Por Eduardo de Freitas
Graduado em Geografia
Equipe Brasil Escola

segunda-feira, 8 de março de 2010

Confira os vencedores do Oscar 2010!

Melhor filme

“Avatar”
“Um sonho possível”
“Distrito 9″
“Educação”
“Guerra ao terror” – VENCEDOR
“Bastardos inglórios”
“Preciosa”
“Um homem sério”
“Up – Altas aventuras”
“Amor sem escalas”

Melhor direção

James Cameron, “Avatar”
Kathryn Bigelow, “Guerra ao terror” – VENCEDOR
Quentin Tarantino, “Bastardos inglórios”
Lee Daniels, “Preciosa”
Jason Reitman, “Amor sem escalas”

Melhor atriz

Sandra Bullock, “Um sonho possível” - VENCEDOR
Helen Mirren, “The last station”
Carey Mulligan, “Educação”
Gabourey Sidibe, “Preciosa”
Meryl Streep, “Julie & Julia”

Melhor ator

Jeff Bridges, “Coração louco” – VENCEDOR
George Clooney, “Amor sem escalas”
Colin Firth, “A single man”
Morgan Freeman, “Invictus”
Jeremy Renner, “Guerra ao terror”

Melhor filme estrangeiro

“Ajami” (Israel)
“O segredo dos seus olhos” (Argentina) - VENCEDOR
“A teta assustada” (Peru)
“Um profeta” (França)
“A fita branca” (Alemanha/Áustria)

Melhor edição (montagem)

“Avatar”
“Distrito 9”
“Guerra ao terror” – VENCEDOR
“Bastardos inglórios”
“Preciosa”

Melhor documentário

“Burma VJ”
“The cove” – VENCEDOR
“Food, Inc.”
“The most dangerous man in America: Daniel Ellsberg and the Pentagon papers”
“Which way home”

Melhores efeitos visuais

“Avatar” – VENCEDOR
“Distrito 9”
“Star trek”

Melhor trilha sonora

“Avatar”
“O fantástico Sr. Raposo”
“Guerra ao terror”
“Sherlock Holmes”
“Up – Altas aventuras” – VENCEDOR

Melhor cinematografia (fotografia)

“Avatar” – VENCEDOR
“Harry Potter e o enigma do príncipe”
“Guerra ao terror”
“Bastardos inglórios”
“A fita branca”

Melhor mixagem de som

“Avatar”
“Guerra ao terror” – VENCEDOR
“Bastardos inglórios”
“Star trek”
“Transformers: A vingança dos derrotados”

Melhor edição de som

“Avatar”
“Guerra ao terror” – VENCEDOR
“Bastardos inglórios”
“Star trek”
“Up – Altas aventuras”

Melhor figurino

“Bright star”
“Coco antes de Chanel”
“O mundo imaginário do Dr. Parnassus”
“Nine”
“The young Victoria” - VENCEDOR

Melhor direção de arte

“Avatar” - VENCEDOR
“O mundo imaginário do Dr. Parnassus”
“Nine”
“Sherlock Holmes”
“The young Victoria”

Melhor atriz coadjuvante

Penélope Cruz, “Nine”
Vera Farmiga, “Amor sem escalas”
Maggie Gyllenhaal, “Coração louco”
Anna Kendrick, “Amor sem escalas”
Mo’Nique, “Preciosa” – VENCEDOR

Melhor roteiro adaptado

“Distrito 9”
“Educação”
“In the loop”
“Preciosa” – VENCEDOR
“Amor sem escalas”

Melhor maquiagem

“Il Divo”
“Star trek” – VENCEDOR
“The young Victoria”

Melhor curta-metragem

“The door”
“Instead of Abracadabra”
“Kavi”
“Miracle fish”
“The new tenants” – VENCEDOR

Melhor documentário em curta-metragem

“China’s unnatural disaster: The tears of Sichuan province”
“The last campaign of governor Booth Gardner”
“The last truck: Closing of a GM Plant”
“Music by Prudence” - VENCEDOR
“Rabbit à la Berlin”

Melhor curta-metragem de animação“French roast”
“Granny O’Grimm’s Sleeping Beauty”
“The lady and reaper”
“Logorama” – VENCEDOR
“A matter of loaf and death”

Melhor roteiro original

“Guerra ao terror” – VENCEDOR
“Bastardos inglórios”
“The messenger”
“Um homem sério”
“Up – Altas aventuras”

Melhor canção

“Almost there”, de “A princesa e o sapo”
“Down in New Orleans”, de “A princesa e o sapo”
“Loin de Paname”, de “Paris 36”
“Take it all”, de “Nine”
“The weary kind”, de “Coração louco” – VENCEDOR

Melhor animação

“Coraline”
“O fantástico Sr. Raposo”
“A princesa e o sapo”
“O segredo de Kells”
“Up – Altas aventuras” – VENCEDOR

Melhor ator coadjuvante

Matt Damon, “Invictus”
Woody Harrelson, “O mensageiro”
Christopher Plummer, “The last station”
Stanley Tucci, “Um olhar do paraíso”
Christoph Waltz, “Bastardos inglórios” – VENCEDOR